Publicado por: União das Mães | 09/07/2009

JUBILEU DE HOERDE – 90 ANOS (1919 – 2009)

simbolo_hordeO Congresso de Hoerde pode ser considerado como o 2º acontecimento importante, depois do 18 de outubro. Foi o momento em que o Movimento Apostólico de Schoenstatt saiu do círculo da Congregação Mariana e tomou o caminho que lhe havia sido previsto: o de tornar-se um Movimento de educação e de educadores, escola de apóstolos leigos, comunidade mariana-apostólica. Era importante haver uma união externa e encontrar um programa que correspondesse à vida no mundo.

Uma secreta idéia predileta que cai num terreno fecundo, nos corações abertos. Foi a hora do nascimento da União Apostólica em 20 de agosto de 1919. Deste acontecimento surge a vida da União Apostólica, maravilhosa força vital e estável com uma força fundamental e apostólica que se desenvolve – “CARITAS CHRIST URGET- NOS”.

Cinco anos antes do Centenário de nossa Família de Schoenstatt, recordamos os 90 anos da Fundação da Federação Apostólica na jornada de Hoerde em 1919.

Para comemorar esse jubileu, do dia 14 a 20 de agosto de 2009, reuniram-se em Schoenstatt – Alemanha, as comunidades da União Apostólica de Schoenstatt: União de Mães, União das Famílias, dos Sacerdotes, dos Doentes e a União dos homens (sejam casados ou solteiros) como também a União Apostólica Feminina (solteiras).

Foi o Congresso de todas as Uniões. Do Brasil estiveram presentes 6 mães: Do 1º Curso: Fátima Gabrielli. Do 3º Curso: Ana Priscila, Candida Papini, Junice Maria e Maria Augusta. Todas do Estado de São Paulo. Do 4º Curso: Dirlane do Rio de Janeiro. Também compareceram 3 casais da União das Famílias e duas Dirigentes da União Feminina (uma de Araraquara e outra de Santa Maria).

As Mães da União vieram de vários países: Argentina, África do Sul, Brasil, Chile, Espanha, Portugal, Paraguai e se juntaram às mães da Alemanha, totalizando 132 mães presentes nesse grande evento.

DSC00295-500

ABERTURA DO ENCONTRO DA UNIÃO DAS MÃES
NO DIA 18 DE AGOSTO

A apresentação dos países foi um momento importante. Apresentaram-se na sequência: Paraguai: (10 mães). Argentina: (9 mães). Brasil: (6 mães). Chile: (7 mães). África do Sul: (7 mães). Portugal: (14 mães). Espanha: (2 mães). Alemanha: (75 mães).

NOSSA APRESENTAÇÃO

apresentacao_alemanha

Cada país fez a apresentação da história da União das Mães em seu local. Quem são e o que fazem, os seus Santuários, seus Cursos. Também levamos nossa contribuição, apresentando a vida de todos os cursos da União das Mães. Formamos uma única família, com os mesmos ideais, as mesmas dificuldades e desafios parecidos.

ATIVIDADES DE ESTUDO

DSC05772-500

Depois das apresentações dos diversos países, houve uma reunião em grupos, por países, para responder às questões:

  1. Quais são nossas propostas para 2010?
  2. O que gostaríamos de oferecer à Mãe de Deus pelos 60 anos da União das Mães?
  3. O que consideramos importante e que pode ser um propósito comum?

O QUE APRENDEMOS?

2 – Assistimos algumas palestras muito importantes para a União: do Padre Mosbach e da Sra. Mathilde Thomé (União Apostólica Feminina de Schoenstatt.) Essas apostilas serão estudadas e aprofundadas nos nossos cursos, pois foi tida como uma Luz para a União.
Depois dessas palestras, seguiu-se reunião de grupos, por  idiomas. Formamos grupo com as mães de Portugal. Foi um momento muito rico de troca de idéias, num profícuo intercâmbio.

1 – O que nos impressionou mais do que ouvimos nas apresentações?
R – A importância da nossa origem: Viver das raízes. Vir à fonte.
– A abrangência da Obra. – Resgate do “espírito de família”.

2 – Qual o valor central da apresentação do Pe. Mosbach que mais nos tocou?
R – Pe. Kentenich: Nada fez sem co-fundadores da Obra.
– Recordação é renovação: Voltar à parte histórica, citando o trabalho dos pioneiros.

3 – Qual a visão da União que nosso Pai desenvolveu desde 1919 e até que ponto essa visão se tornou concreta nos nossos dias? Qual é nossa missão a esse respeito?
R – A visão de nosso Padre para a União: A vida é mais importante. O cunho é mariano, mas a Federação é Apostólica a serviço da Igreja. Os valores devem ser resgatados na sociedade e na família.
– Ser mulheres que inspiram… Ser Luz para as mulheres do nosso tempo.

4 – Que eco despertou em nós a apresentação?
R – Que não devemos perder de vista os objetivos dos pioneiros. E a Coroação da Mãe em 2019 (Centenário da União) – 100 anos de União Apostólica (1919-2019) – A Rainha Vitoriosa da União Apostólica.

DSC00601-500

As respostas foram apresentadas em plenário pelos diversos grupos da União.

DSC05871-500

Com todas as respostas, os grupos da cúpula vão se unir, rezar e conversar sobre tudo o que foi falado, todas as idéias que foram trazidas nesse momento de Jubileu e com a graça do Espírito Santo, vão abrindo os caminhos de nossa comunidade para os anos vindouros.

Em 90 anos desde o marco da fundação em Hoerde se levanta um ardor extenso dos membros da comunidade que, passando por tormentas, nutriram-se na força do Santuário, que é abundância da vida e da força, através da Aliança de Amor, em todos os estados da vida.

Mas para que o ardor de Schoensttat seja levado e dê frutos também para o futuro, são necessários corações dispostos a assumir a missão, o fogo da missão e assim como as gerações fundadoras, possam pronunciar as palavras: A UNIÃO SOU EU!

DSC00698-500

Santa Missa final celebrada pelo Dr. Robert Zollitsch – Arcebispo de Friburgo.

HOERDE – 90 ANOS (1919-2009)

A União das Mães participou ativamente de todos os momentos do evento, seja no Encontro Internacional das Mães da União, participando de atividades de integração, espiritualidade, convívio e lazer (de 14 a 18), como das atividades desenvolvidas no Congresso nos dia 19 e 20 de agosto.

DIÁRIO DE VIAGEM

1º dia – 14.08.09 – sexta-feira

Chegamos a Schoenstatt na Casa Marienland por volta das 18h.

DSC05930-500

Casa Marienland

Alojamo-nos em nossos dormitórios previamente preparados para nos receber. Às 20h nos dirigimos para a sala de refeições.

Capela da Casa Marienland

Finalizamos o primeiro dia com a Santa Missa na Capela da Casa Marienland.

DSC00287-500

Antes de nos recolhermos, participamos de um ensaio da missa do dia seguinte:

2º dia – 15.08.09 – sábado
Dia 15 de agosto, dia da Assumpção de Maria. Estávamos em festa.

DSC00293-500

Houve uma Peregrinação com meditação: Iniciamos a Peregrinação pelos Santuários
A 1ª Estação foi no Santuário Regnum Patris Heiligtum – Santuário da Marienland, junto à casa Marienland, onde estamos alojadas. As mães alemãs entregaram o cetro à Mãe pelo encontro. Nós entregamos o cetro que PK ofertou à Mãe em Santa Maria em 1949. Houve cantos à Mãe em todos os idiomas.

DSC00298-500

2ª Estação: Visita à Casa Pe. Kentenich – estátua PK. Rezando e cantando fomos até a estátua de PK que fica na frente da casa Padre Kentenich. Entoamos cantos a ele em diversos idiomas. Cada grupo em seu idioma.

DSC00308-500

10:30 – Santa Missa na Igreja da Ssmª Trindade – Igreja da Adoração – com a bênção das ervas – flores secas (costume alemão – em comemoração à Assunção de N. Senhora). Seguimos para a Igreja da Adoração para assistirmos à Santa Missa. Ganhamos um buquê cada uma. Foi maravilhoso.

Schoenstatt 2 073-500

3ª Estação: Visita ao túmulo do Fundador. Foi emocionante.

Após o almoço, fomos visitar os Santuário de Monte Moriah e Monte Sion.

DSC00345-500

Casa Monte Sião

Informações do Pe. Cláudio Martinez (responsável pela casa): Fundação da Comunidade dos Padres de Schoenstatt – 18/06/65 – Casa Monte Sião. Aqui está a Direção Geral. Há 310 padres e 150 estudantes. Na casa moram 54 sacerdotes. O Santuário foi inaugurado em 1970.

DSC00352-500

Visitamos a casa. É muito linda e acolhedora.

À noite houve Cantata Internacional em louvor a MTA no Santuário Regnum Patris, Terço Luminoso Internacional e bênção da noite.

DSC05560-500

Terço Luminoso Internacional

Cada Ave-Maria do terço era precedida de pedidos e intenções feitas pelas mães presentes. Cada uma rezava em sua língua.

“ Estrela Iluminada” Às 21h45 encerram-se as atividades do dia com fogos de artifícios. Foi um lindo espetáculo de luzes e cores.

DSC05566-500

3º dia – 16. 08.09 – domingo

Viagem a Gymnich . No dia 16, fizemos uma volta ao tempo e fomos conhecer o lugar onde Pe. Kentenich nasceu, a casa onde passou seus 1º dias e o Orfanato em Oberhausen, onde viveu de 12 de abril de 1894 a 1900.

Houve preparação para a viagem: Introdução ao tema da peregrinação através da exibição de um DVD assistido por grupos de idiomas. Foi muito esclarecedor e nos preparou para apreciarmos os momentos que viriam em Gymnich.

Partimos às 9h e viajamos cerca de 105 km de ônibus. Chegamos às 10h30 e assistimos à Santa Missa na Paróquia de Gymnich. É uma Igreja de 500 anos que guarda muito da história local. Ali está a pia batismal onde PK foi batizado.

DSC05585-500

Visita à casa onde nasceu Pe. Kentenich (por grupos de idiomas).

DSC00386-500

Depois do almoço, partida para o Orfanato em Oberhausen onde o Pe. Kentenich passou sua infância.

DSC00409-500

Às 15h30 chegada na cidade.  Assistimos a uma apresentação de um PPS, explicando a vivência de Pe. Kentenich no orfanato.

Visitamos a capela e a imagem de Maria a qual ele foi consagrado aos 9 anos.

DSC00417-500

DSC05628-500

Às 17h partimos em direção à casa de uma família alemã – a família de Rita Böke que nos ofereceu um jantar. Fomos carinhosamente recebidas por todos os familiares e vizinhos, com muita alegria, música e um delicioso churrasco.

DSC00423-500

Por volta das 22h30 chegamos de retorno a Schoenstatt.

4º dia – 17.08.09 – segunda- feira

Pela manhã um rápido café e seguimos em visita à casa que onde viveu PK nos últimos três anos de sua vida, na casa de formação. A visita ocorreu em profundo silêncio e respeito pelo lugar onde vivia sua vida diária. Visitamos seu dormitório que está conservado como deixou quando foi rezar sua última missa na manhã de 15 de setembro na Igreja da Adoração.

Às 9h30 – Santa Missa. Depois da Santa Missa visitamos a Casa do Pe.Kentenich , que foi construída para conservar e mostrar o que foi fundamental em sua vida. Foi emocionante e com tristeza observamos o bunker e o cárcere – cela onde viveu por 4 semanas – um local impossível de viver um ser humano: baixo, estreito, escuro. Que pena que não tivemos tempo suficiente para analisarmos profundamente a riqueza que a casa nos oferece. Ali está exposta a estátua de Maria diante da qual sua mãe o consagrou ao levá-lo ao orfanato.

DSC00472-500

Depois do almoço, partida para Coblenza. De Coblenza fizemos um passeio de barco até Boppard, apreciando a beleza dos castelos construídos ao longo do rio. Houve uma parada para um passeio turístico de 30m pela cidade. Aproveitamos para as compras e visitas a pontos turísticos. O mais impressionante foi a visita à Igreja de St. Severus de 1236.

DSC05684-500

Chegada a Boppard, passeio, visita à cidade.
A volta de Boppard para Coblenza foi também de barco e nos foi servido um apetitoso jantar a bardo.

5º dia – 18.08.09 – terça-feira

Depois do café, houve um louvor comunitário pelo dia da Aliança.

À 10h iniciou-se a apresentação dos países, das diferentes comunidades da federação com suas características próprias – 20 min. cada país – em vários idiomas verbal ou traduzido por escrito que cada uma possa ter a tradução). O Congresso foi de uma riqueza incomparável.

À noite, nos dirigimos para a Celebração da Aliança configurada pela União das Mães da Alemanha na Igreja dos Peregrinos (vale) e renovação da Aliança no Santuário Original.

DSC05803-500

Santuário Original

DSC00582-500

Após a Santa Missa, seguiu-se uma procissão da Igreja dos Peregrinos até o Santuário Original. Todos, emocionados, entoavam cânticos em seu idioma.

Para encerrarmos as atividades do dia nos dirigimos para a Casa da União dos Sacerdotes da União a fim de assistirmos a um Concerto musical sob a regência de Angelika Callegari.

6º dia 19.08.09 – quarta-feira

Apresentação das Comunidades das Uniões.

A Federação Internacional em sua diversidade. A Coordenação foi sob os cuidados da União dos Homens.

DSC05860-500

Seguiu-se a Santa Missa na Igreja da Adoração – Ssmª Trindade.
O almoço na Marienland contou com as presenças da União dos Enfermos e União Feminina.
À tarde, as celebrações do Jubileu de “Hörde” (1919-2009) deram sequência com a palestra com Pe. Mosbach. Tema: Recordar atrai renovação.

E o Painel com a sra. MathildeTomé da União Feminina e o Casal da União das Famílias do Paraguai.

Após o encerramento dos trabalhos, ocorreu o jantar na Sede da União das Famílias com a oração da noite no Santuário das Famílias – na granja Pe. Kentenich.

7º dia 20.08.09 – quinta-feira: 20 agosto (último dia para nós).

Na Igreja da Adoração estivemos reunidas com outros representantes da União. Houve um ato festivo em comemoração aos 90 anos do Congresso de Hoerde.

O motivo deste momento festivo foi para agradecer o novo começo, dando assim uma retrospectiva da valentia e energia da geração fundadora. Somos os frutos deste marco histórico. Cada ramo com sua originalidade, que é a riqueza da obra de Schoensttat. Estamos caminhando para outros jubileus – de 2014 e mais adiante 2019.

A coordenação do plenário foi feita pela Federação das Famílias.

Às 15h00 aconteceu um Ato Festivo na Federação das Famílias.

Às 17h00 – Missa Solene celebrada pelo Dr. Robert Zollitsch – Arcebispo de Friburgo – membro do Instituto dos Sacerdotes Diocesanos.

Jantar de despedida cada qual nas suas Comunidades (no nosso caso, com as mães) com ofertas de vários tipos culinários da Alemanha.

A partir daí nos preparamos para a volta ao Brasil.

“Já se passaram 90 anos desde a Jornada de Hoerde e da Fundação da Federação Apostólica. Nesse tempo a História da Família seguiu e apareceram a Liga Apostólica e os Institutos. Mas a União não perdeu em nada seu sentido, sua essência. Pelo contrário, diante da Federação Apostólica se apresenta um novo desafio e um novo futuro.

(…) Há um crescimento da União das Famílias. A crescente corrente da Mãe Peregrina nos mostra que a Virgem se põe em marcha e nos leva consigo. Por isso, a União com seu compromisso apostólico deve colocar-se novamente em marcha para um novo futuro em confiança. A Mãe Três Vezes Admirável nos precede e nos acompanha”. (Dr. Robert Zollitsch – Arcebispo de Friburgo)

Alguns depoimentos:

DSC05777-500

– Ana: Por favor, pode colocar ao lado da minha foto: “Pude sentir o acolhimento de nossa querida Mãe e de nosso amado Pai Fundador, por isso, afirmo que Schoenstatt para mim foi uma renovação do meu ser, inflamada pelo fogo de Schoenstatt.hoje sou uma nova pessoa. Esse vale pequeno em sua dimensão, mas imenso em beleza e graça me deu forças para arder ainda mais pelo ideal de curso (AFP), pelo meu ideal pessoal que logo há de se revelar e também pela minha missão apostólica”.

– Candida: Foram muito fortes para mim as vivências na Igreja da Adoração – missas e momento especial no túmulo de Pe. Kentenich. Ver, sentir, tocar nos lugares que apresentávamos apenas em palavras e fotos suscitam muitas emoções. E especialmente o dia 18 de outubro – dia da renovação da Aliança de Amor. Visitar à noite o monumento a José Engling foi o fecho especial de uma noite inesquecível.

DSC05814-500

– Dirlane: Sem dúvida tudo foi e é muito emocionante. Estar na Terra Tabor é inexplicável. Mas, estar com o Fundador, com seus pertences, conhecer sua “rotina”, tudo é muito vivo. Agora, “estar” com ele onde foi sepultado. O tapete onde ele deitou para ir Rumo ao Céu, aquele lugar foi o que mais me emocionou, e foi o lugar onde eu gostaria de ir todos os dias. Ali, conversei com ele, contei minha vida. Falei das minhas misérias, do quanto ele é responsável por ser hoje alguém que anseia pela santidade da vida diária, com meus fracassos, meus êxitos, conquistas espirituais.

Anúncios

Responses

  1. Candida,

    Que bonito trabalho, você foi iluminada pelo Espírito Santo. Que nossa querida MTA e nosso amado Pai Fundador nos ajudem a manter viva a chama de Hoerde para incendiar a União das Mães e o mundo inteiro.

    Tenho muito orgulho de você.

    Sua irmã de curso, Ana Priscila


Categorias

%d blogueiros gostam disto: