Publicado por: União das Mães | 06/18/2010

XVI Congresso Eucarístico Nacional Brasília – 13 a 16 de maio de 2010

A realização do XVI Congresso Eucarístico Nacional, de 13 a 16 de maio de 2010, em Brasília, foi motivada pelo jubileu de ouro da capital, como também da Arquidiocese.

O Congresso Eucarístico Nacional foi o centro das celebrações dos 50 anos da Arquidiocese de Brasília. Houve também com uma retrospectiva histórica dos acontecimentos mais importantes da Arquidiocese como a primeira missa celebrada no marco inicial da construção da cidade em 1957 e o VIII Congresso Eucarístico Nacional, realizado em 1970.

A programação do Congresso contou com atividades de reflexão e estudo sobre temas da atualidade e importantes para a vivência do sacramento da Eucaristia, celebrações eucarísticas, adoração ao Santíssimo Sacramento e atividades culturais.

A Igreja no seu todo foi convocada. Houve a presença de cardeais, bispos, sacerdotes, religiosos, diáconos permanentes, membros de institutos de vida consagrada, leigos e representantes de todas as dioceses do País.

O Congresso foi antecedido pela realização da 48ª Assembléia Geral da CNBB.

O TEMA  E O LEMA DO XVI CEN

O XVI Congresso Eucarístico Nacional teve como tema: “EUCARISTIA, PÃO DA UNIDADE DOS DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS”. O tema foi inspirado na V Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe, que aconteceu em Aparecida em maio de 2007.

O discípulo missionário de Jesus Cristo se alimenta do Pão eucarístico, para que possa fortalecer-se na fé, na esperança e na caridade para vencer as dificuldades do caminho.

O lema: ”FICA CONOSCO, SENHOR!” (cf. Lc 24,29).

O lema bíblico foi o convite dos discípulos de Emaús: FICA CONOSCO, SENHOR!

A frase denota que o coração de cada ser humano tem fome de Deus e que sem Cristo não há sentido para a vida sentido da vida. Sem Ele não se encontra a verdadeira felicidade.

O Congresso Eucarístico Nacional de 2010 teve a finalidade de proclamar a fé em Jesus Cristo verdadeiramente presente na Eucaristia e estimular os católicos a crescerem no vital amor a Ele.

ABERTURA E ENCERRAMENTO

O Congresso foi aberto no dia 13 de maio, às 19h com a Santa Missa de Abertura e encerrou-se no dia 16 de maio com a Missa de Encerramento, às 09h30 da manhã. Ambas as missas foram realizadas na Esplanada dos Ministérios. Mas a programação envolveu também outros locais: Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Complexo Cultural do Museu Nacional da República e a Paróquia Nossa Senhora do Lago.

VIGÍLIA EUCARÍSTICA

Ao longo de quatro dias, inúmeros eventos celebraram Jesus na Eucaristia, como a Missa da Juventude e a Vigília das horas, que atraíram milhares de fieis.

Terminada a Santa Missa da Juventude, iniciou-se de imediato a Vigília Eucarística. Com Jesus exposto no Santíssimo Sacramento, Dom Claudio Hummes iniciou o momento de adoração.

Em seguida, Dom Eduardo da Silva, responsável pelo Setor Juventude no Brasil da CNBB, iniciou um momento de adoração com música e reflexões.

“No centro do Brasil, Brasília. No centro de Brasília, a Eucaristia. No centro da Eucaristia, o Amor de Deus. No centro do Amor de Deus, os jovens”, disse o bispo aos jovens.

ENCERRAMENTO DO 16º CONGRESSO EUCARÍSTICO NACIONAL

16º Congresso Eucarístico Nacional teve seu encerramento no dia16, com a celebração da Santa Missa, presidida pelo enviado especial do Papa e Prefeito da Congregação para o Clero, o Cardeal Dom Cláudio Hummes.

Em sua homilia, Dom Hummes pronunciou-se aos milhares de participantes do Congresso Eucarístico (em torno de 90 mil) dizendo: “Neste Congresso, pedimos a Deus a consciência para sermos, pela Eucaristia, Seus discípulos para que possamos, também, ser Seus missionários.

(…) É preciso que, diante de Jesus Cristo, nos deixemos enviar em missão. E essa nova missão terá como destaque aqueles que não são cristãos e também os batizados que abandonaram a sua fé ou deixaram a Igreja em busca de outras religiões. Precisamos ir em busca destes”.

(…) Peçamos a Deus que envie como renovado vigor sobre todos nós o seu Espírito Santo, para que Ele nos transforme em missionários decididos de Jesus Cristo.

Foram quatro dias de oração, adoração e vivência eucarística; quatro dias de missas, debates, oficinas, conferências, formações, eventos culturais e feiras – tudo centrado em Jesus Cristo.

“Diante da Cruz, pedimos ao Senhor para que, para sempre, Ele fique conosco em Brasília”, foi a conclusão do arcebispo de Brasília Dom João Braz de Aviz.

CONFERÊNCIA DEBATE: DESAFIOS NO ÂMBITO EM RELAÇÃO À VIDA E À FAMÍLIA

A segunda conferência do Simpósio de Bioética, no sábado, teve como tema: Desafios no âmbito em relação à vida e à família e foi presidida pelo Dr. Cláudio Fonteles, Procurador Geral da República, membro da Comissão de Bioética da CNBB.

Dr. Fonteles abordou a dimensão social do problema da bioética e o modo com que esses temas são tratados no país. Segundo Dr. Fonteles, “o culto agradável a Deus nunca é um ato meramente privado, sem conseqüências para nossas relações sociais. Muito pelo contrário, requer o testemunho público da fé”.

(…) Nesse sentido, o Dr. Fonteles advertiu que “os bispos são obrigados a recordar sem cessar tais valores, porque faz parte da sua responsabilidade”. Do mesmo modo, o leigo cristão, formando-se “na escola da Eucaristia”, é chamado diretamente a “assumir a sua responsabilidade política e social a fim de poder desempenhar as suas funções”.

Em sua conclusão, Dr.Fonteles afirma que a defesa da vida não é só uma questão de defesa ética, mas é uma defesa de princípios constitucionais e de legalidade.

Fonte: www.cen2010.org.br

A UNIÃO DAS MÃES DE SCHOENSTATT PRESENTE

NO XVI CONGRESSO EUCARÍSTICO NACIONAL

Eucaristia, Pão da Unidade dos discípulos missionários.

Fica Conosco, Senhor!

Impressões (fragmentos):

A Mãe foi nos conduzindo…

Desde que fomos convidadas a participar do Congresso Eucarístico já percebemos o quanto a Mãe foi nos conduzindo e abrindo os caminhos, pois como seria possível reunir num final de semana 22 mães da União num local tão longe?

As mães de Brasília nos acolheram de forma muito carinhosa, muito especial. Tudo foi  organizado com tanto carinho. Só o fato de estarmos todas juntas fortaleceu os laços da Família da União das Mães.

Logo que chegamos ao aeroporto, a Maura e M. de Jesus, do 7º curso, nos aguardavam e nos levaram para casa da Maura onde as outras mães já estavam presentes. Fomos recebidas pela Maura com um belo almoço. Sua mãe e sua irmã também nos recepcionaram.

Às 17h fomos para a grande noite de abertura, com a Celebração da Eucaristia.  A Providência nos levou para lugares separados.  Não foi possível ficarmos juntas devido ao grande número de pessoas.  Não tinha idéia da quantidade de pessoas que estavam ali para assistir a abertura; apenas via um mar  de gente. Por todos os lados, cercada de pessoas: jovens e idosos, crianças, homens, mulheres, doentes, vindo de toda parte do Brasil. Ao nosso lado havia uma excursão de Belém do Pará, outra de Belo Horizonte. Havia representantes de vários movimentos, mas éramos uma só família: a família de Deus.  Comoveu-me ver um número tão grande de pessoas unidas de forma tão tranqüila e com paciência esperavam pelo início da celebração. Podia-se ver a alegria e a esperança no rosto de cada pessoa. Realmente era como se já nos conhecêssemos. Apesar do pouco conforto, nada nos incomodava.

O som estava impecável. Havia vários corais e bandas, muito bem ensaiadas. Enquanto a celebração não iniciava, cantávamos a música do Congresso Eucarístico.

Acho que não é necessário comentar como foi a Celebração, pois já devem ter tido notícias pelos jornais. Para mim, o ponto muito forte foi a presença do Papa Bento XVI, no Telão, fazendo a abertura do Congresso, falando em português. Era como se estivesse conosco, falando para cada um que estava ali. De forma tão presente, ele acompanhava esse momento da Igreja aqui no Brasil. Foi sem dúvida uma bela abertura. A homilia também foi muito bonita, baseada nas palavras: Fica conosco, Jesus!

No dia seguinte, fomos na Catedral de Brasília para uns momentos de Adoração. Detalhe: durante todo o tempo do Congresso houve adoração 24 horas. Os grupos iam se revezando.  Jovens, seminaristas, religiosas, movimentos, todos Adoravam Jesus.

Tivemos tempo para conhecer Brasília. Fizemos um passeio pelos pontos principais e à tarde visitamos o Santuário Tabor da Esperança. Ali foi muito bom ficar e dali não queríamos sair mais.

Tivemos um momento muito especial com todas as mães da União. Cada curso se apresentou, contou um pouco sua caminhada e acolheu o 7º curso que está se formando. Todas nós vamos rezar para que as 7 mães candidatas  sejam fortalecidas na fé e na decisão pela opção pela União.

Maria Augusta

Sob os efeitos do CEN

(…) O que leva uma mulher, esposa e mãe a ir para tão distante dos seus? João Batista perguntaria: – O que vieste ver? Jesus perguntaria: – A quem buscais?

Seguro que não foi um caniço agitado no deserto, ou melhor, no serrado. Que flores lindas encontrei no serrado! Flores resistentes ao calor e à seca, de cores intensas.

E o céu?! Que azul magnífico! Nenhum pintor humano conseguiria este tom. Minha câmera fotográfica não tem capacidade para registrar tamanha beleza, mas em minha mente tudo está guardado. O céu de imenso azul e o sol que no seu poente se mescla suavemente por entre as nuvens como quem abraça e envolve.

O que me trouxe até aqui?  O CEN? O ímpeto de participar de um congresso? Uma viagem? Algo grande? Algo que recruta uma nação? O que viestes ver no serrado? A quem buscais?

– Vim externar meu amor à Sagrada Eucaristia. Vim pra dizer que te amo, Jesus! Vim por aqueles que já não vem, mas que acredito ainda creem. Vim para falar-Te, para dizer e expressar o quanto és vida para mim. Vim para escutar-Te.

Descobri que a medida do meu amor é a medida da minha doação.

Foi imensa e infinita a lista de nomes que Te sussurrei, Jesus! Todos presentes, “regalos” com quem o Pai me concedeu partilhar, distantes, próximos, fáceis, difíceis, complicados, simples…. Mas todos “presentes” do Pai na minha vida.

Queria ter corrido menos … Ter tido mais tempo contigo, na Tua intimidade, Jesus! Mas era um congresso, um Congresso Nacional. E mesmo assim estavas lá de maneira tão pessoal.

Tanta gente, tantas realidades diferentes. As comunhões recebidas tão rapidamente, os joelhos no gramado, o teto, o céu estrelado. O cansaço, os pés doloridos, mas a alma em festa.

A quem buscais? A quem viestes encontrar? A Jesus, alimento salutar na Sagrada Eucaristia!  E em coro suplicar: – Fica conosco, Senhor!

(…) Aqui vim para partilhar com minhas irmãs da União das Mães de Schoenstatt do Brasil, para estreitar os laços de amizade, para conhecer-lhes os rostos, pois o coração já me era conhecido, porque temos o mesmo Pai, nascemos do mesmo fundador. Juntas inserirmo-nos na história do Santuário Tabor da Esperança. Beber desta fonte inesgotável de graças, conhecermos as lutas que dóceis instrumentos travaram, pelas lutas que conquistaram.

Momento sublime de gratidão foi quando juntas entoamos o canto Rainha da Esperança, como filhas amadas. E como instrumentos tão pequenos diante da Rainha cantamos:

Mãe recebe a coroa, que o amor te preparou, és Rainha da Esperança, rainha do Brasil Tabor! Reina neste chão sagrado, abençoa todo lar, tuas glórias fielmente, nós queremos anunciar. Faz brotar aqui justiça, confiança em teu poder. Nossas lutas e conquistas, vem, no teu amor, vencer!

(…) Jesus nos convida sempre de novo a participarmos da sua mesa, com o pão vivo podemos nos alimentar e fortalecer para enfrentarmos as lutas diárias.

– Fica conosco, Senhor! Dá-nos permanecer sempre contigo!

Eliana Soncin Alfaro

Minhas impressões…

Minha impressão sobre a viagem a Brasília foi a melhor possível. Eu particularmente precisava disso, viver momentos fortes de oração.

Pude sentir o amor à Igreja, pude evangelizar quem estava perto de mim, falar de Schoenstatt, entregar o santinho com a oração em defesa da vida… Sentir aquele povo todo chorando e se emocionando com a passagem dos bispos entre nós.

No domingo ficamos perto de uma moça que estava grávida, e demos a ela também a novena do fundador, pedindo-lhe para ir ao Santuário conhecer esse lugar de graças. Anotei e-mail de uma moça que ali estava e que sentiu que talvez tivesse uma missão em Schoenstat. Como estávamos com a peregrina de papel, muitos a queriam e nós presenteamos as pessoas, partilhando com elas uma missão – a de formar um grupo de famílias em seu bairro.

Por onde passamos, chamávamos a atenção com nossa alegria, o lenço da União e bandeira na mão, que nos identificava.

Fomos recebidas com tanto carinho pelas nossas co-irmãs de Brasília, que nos sentimos em casa. Elas, com muito carinho, deixaram suas vidas de lado para se dedicarem somente a nós, preocupando-se em nos levar para passear também e conhecermos os pontos turísticos da cidade.

Ir. M. Clades pôde aliar a isso toda sua vivência em Brasília, contando como colocou as Imagens Peregrinas no Senado. Falou-nos de sua vida na cidade e das dificuldades enfrentadas até surgir o Santuário da Esperança. Ela é pedra viva de toda a história.

Uma tarde que passamos no Santuário foi um momento de céu. Ir. M. Clades partilhou conosco a história daquele Santuário, detalhes preciosos que não poderíamos encontrar em nenhum documento.

A vivência entre nós da União foi maravilhosa. Pudemos nos conhecer melhor e dar força para o grupo de lá que está nascendo.

(…) Voltei cheia de ardor e amor pela nossa Igreja, pela Eucaristia, bendizendo ao Senhor por grandes coisas fazer através dos pequenos…

Nós da União precisamos também desses momentos de lazer, de família, aliados à nossa missão de discípulos e missionários…

Maria Edna

Dias de oração, adoração e vivência eucarística

A União das Mães de Schoenstatt do Brasil, com representantes de todos os cursos, esteve presente no XVI Congresso Eucarístico. Foram quatro dias de oração, adoração e vivência eucarística. Foi uma grande manifestação de fé e amor na presença de Jesus Eucarístico, onde vivemos intensamente a Eucaristia.

Houve momentos de oração, nos quais nos unimos a milhares de pessoas com louvores, agradecimentos e adoração  a  Jesus Eucarístico.

Estarmos todas juntas na Esplanada dos Ministérios celebrando o XVI Congresso Eucarístico; foi um momento único, importante e grandioso. Foi uma grande graça poder estar lá e presenciar a entrada triunfal de Nossa Senhora Aparecida e sentir tanta emoção e ver todas tantas pessoas emocionadas.

Neste ano sacerdotal, como foi muito emocionante ver tantos sacerdotes juntos e ver como Jesus Eucarístico atrai tantas pessoas com sede de Deus!

A Eucaristia é o maior tesouro da Igreja Católica, é a presença do próprio Jesus Cristo no meio do Povo de Deus.

Aproveitamos também a ocasião para nos unirmos no Santuário Tabor da Esperança, e nos conhecermos melhor, com orações, vivências e confraternização. Vivenciamos momentos de grandes alegrias, manifestação de unidade e amor, onde cada uma pôde falar um pouco da vida de seu curso. Uma verdadeira comunidade de Mães. Foi muito marcante e emocionante.

Também tivemos a oportunidade para passeios e conhecer a cidade maravilhosa, que é Brasília, a nossa Capital, que está em festa jubilar, comemorando seus 50 anos: Jubileu de Ouro.

Fica conosco, Senhor! Caminhemos, num só coração!

Neide Figueira Folly

Presentes no Congresso Eucarístico Nacional

Estiveram presentes no Congresso Eucarístico Nacional (CEN), em Brasília, representantes do 1º ao 7º curso da União das mães de Schoenstatt.

Fomos acolhidas pelas nossas irmãs de curso em Brasília, que não pouparam esforços para nos receber. Não chegamos no mesmo horário. Viemos de locais diferentes: São Paulo, Londrina, Rio de janeiro e outros, mas fomos todas recebidas pela Maura, 7º curso, que nos aguardava no aeroporto e nos preparou um delicioso almoço de boas vindas. Depois fomos divididas em grupos e nos dirigimos para as casas que nos acolheram, para descansarmos e nos prepararmos para a abertura do CEN.

O Congresso teve início com a celebração da Santa Missa. Houve o pronunciamento do nosso Papa Bento XVI, e as lindas palavras do nosso cardeal Dom Claudio Hummes, que foi o enviado do Papa.

Foram momentos de grande alegria, em poder ver tantos católicos concentrados nesse evento, um mar de sacerdotes, bispos, seminaristas, religiosas e tantos leigos e leigas consagradas. Momentos de emoção foram vivenciados na procissão do Santíssimo Sacramento. Era Jesus no meio do seu povo, todos adorando-O, louvando-O e bendizendo-O. Também nos emocionamos com a chegada de Nossa Senhora da Aparecida, a Mãe de Deus.

Foi tudo uma maravilha!  Muito bem organizado. Na hora da comunhão, eram muitos os ministros que se colocaram de forma que todos pudessem receber Jesus, com tranqüilidade e na santa paz.

Ao final da missa, Dom Cláudio Hummes disse estar agradecido pelo Papa Bento XVI tê-lo enviado ao XVI CEN como seu representante e garantiu que o Santo Padre ficará muito feliz ao saber da beleza do Congresso e da devoção com que todos adoraram a Cristo e escutaram sua palavra.

O arcebispo Dom João Braz de Aviz agradeceu a Dom Cláudio Hummes por sua presença e participação no Congresso e presenteou-o como um cálice e uma patena. Também pediu-lhe que levasse ao Papa Bento XVI um presente: a imagem de Nossa Senhora Aparecida que veio do Santuário Nacional. Dom João também agradeceu a todos os que participaram do Congresso e colaboraram para a sua realização. (…)

No dia seguinte, fizemos um tour pela cidade de Brasília. Fomos conhecer a catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, onde acontecia a adoração ao Santíssimo Sacramento. Conhecemos a Catedral Rainha da Paz, onde tivemos momentos de oração. Visitamos também os pontos turísticos da cidade: a Esplanada dos Ministérios, Palácio do Planalto e o Palácio da Alvorada.

Almoçamos e fomos para o Santuário Tabor da Esperança. Ir. M. Clades nos falou sobre a história do Santuário, como foi construído e assistimos a um filme emocionante sobre a construção desta Obra Divina.

A cidade de Brasília se encontra aos pés deste Santuário e sob a sua proteção, trazendo-nos a Esperança de um novo homem para a renovação do mundo, um novo mundo.

Bertha Vieira Freire

A UNIÃO DAS MÃES DE SCHOENSTATT EM SUA PARTICIPAÇÃO NO CEN


Anúncios

Responses

  1. Foi muito emocionante estar presente no CEN, em Brasilia, poder desfrutar dos momentos de alegria e de fé que sentimos neste evento. Foi como vivenciar a comunhão dos santos, pois todos estavam com o mesmo propósito de amor ao Corpo e Sangue de Cristo. Tudo foi muito bem organizado com uma infraestrutura adequada e desta forma, todos puderam se sentir acolhidos e amados. Minha maior alegria foi ver “um mar de pessoas “com fé neste grande mistério da Eucaristia do qual todos puderam receber o verdadeiro alimento .

  2. Que alegria!!!
    Reviver, recordar momentos preciosos que passamos juntas no Santuário Tabor da esperança em Brasilia.
    O CEN foi maravilhoso!
    A União das mães de Schoenstatt não poderia faltar.

  3. Jesus que amor especial tens por nós!!! A União das Mães de Schoenstatt tem muito a realizar!
    Sob o teu olhar e com tua presença Eucaristica queremos caminhar e os planos do Pai realizar!
    Parabéns unionistas! Parabéns pelo belo trabalho e participação . Vale a pena indicar esta riqueza de informações e experiencias.


Categorias

%d blogueiros gostam disto: