Publicado por: União das Mães | 12/08/2011

A UNIÃO DAS MÃES DE SCHOENSTATT NA VISITA DO SÍMBOLO “OLHO DO PAI”

 VISITA DO SÍMBOLO OLHO DO PAI – SANTUÁRIO TABOR DA CONFIANÇA VITORIOSA NO PAI – VILA MARIANA – SÃO PAULO/SP

É o olhar amoroso do Pai que contempla seu filho querido. E nos ensina que devemos viver da pequena verdade:

“O Pai me vê, o Pai me ama, o Pai precisa de mim!”

UNIÃO DAS MÃES NA COMITIVA

No dia 28 de setembro de 2011, mães da União das Mães de Schoenstatt em comitiva, num grupo de 17 pessoas, compostas por irmã de Maria e integrantes dos ramos do Movimento Apostólico de Schoenstatt, partiram em missão do Santuário Tabor da Confiança Vitoriosa no Pai, Vila Mariana/SP, para buscar o Símbolo do “Olho do Pai” em Londrina/PR.

A partida do aeroporto de Congonhas ocorreu às 12h00. Chegando ao destino da viagem, dirigiram-se ao Hotel Crillon, localizado em frente ao Colégio Mãe de Deus, onde fica o Santuário Tabor da Esmagadora da Serpente.

Mães da União – Augusta, Vania e Bertha -, junto à estátua de bronze do Pe.José Kentenich. No monumento os dizeres: “Trago a grande Bênção de Schoenstatt comigo, para conduzir toda esta corrente ao nosso coração… porque a Mãe de Deus e Jesus estabeleceram aqui o seu Tabor”.

Da direita para a esquerda:  Bertha, Vania e Augusta.

Após esta visita, o grupo foi recebido pela Ir. M.Dionéia, diretora do Colégio Mãe de Deus. Em procissão, cantando e rezando, conheceram os lugares e as salas por onde  o Pe. José Kentenich passou.

Na entrada um lindo pôster do Fundador com os dizeres: ”É natural para nós, que nos consideremos um movimento de educadores e de educação, que trabalhemos a fim de que nossa escola (…)  se torne uma escola ideal!” (Londrina, 22-04-1948).

Após a Santa Missa foi feita a entrega do Símbolo “Olho do Pai” à Família de Schoenstatt de Vila Mariana.

Foram momentos de muita alegria, emoção e gratidão por todas as bênçãos e graças que este local recebeu durante a permanência do Símbolo do “Olho do Pai”, e que também será extensiva para o Santuário de Vila Mariana e por todos os lugares por onde passar.

Depois, todos se dirigiram ao Santuário Tabor da Esmagadora da Serpente, para o envio do Símbolo do “Olho do Pai”.

Diante do Santíssimo Sacramento, Ir. Inácia entregou nas mãos da Ir. M. Vanda o símbolo do “Olho do Pai”.

A alegria e a emoção eram contagiantes. Todos os presentes se emocionaram e se cumprimentaram; sentiram-se agraciadas pela vivência desses momentos.

Mães da União (da direita para a esquerda): Dora, Vania, Bertha e Augusta com Ir. M. Dionéia, em frente ao Santuário de Londrina.

Mães da União (da esquerda para a direita): Dora, Antonieta, Bertha, Augusta e Vania

 (…) Nossa recepção na chegada foi muito carinhosa. Ir. Dionéia nos levou por todos os lugares em que o Pai fundador passou. Ela contava todas as histórias e lembranças que aconteceram nesta escola. Parecia que estava contanto pela 1ª vez, com tamanho entusiasmo. Pudemos imaginar como se ele estivesse estado lá há pouco tempo. (…) Pude sentir o grande amor que cada uma das Irmãs tem pelo Fundador, e também o que representou para elas essa passagem do Olho do Pai, presenteado pelo Padre Kentenich que, de certa forma, é como se ele estive nos trazendo esse presente pessoalmente. (…)

Meu encontro pessoal com o olho do pai

Muitos pensamentos profundos me tocaram, passaram pela minha cabeça e chegaram ao meu coração.

Pude perceber e sentir o grande amor com que o Pai nos vê;  Ele olha para todos da mesma forma, com o mesmo amor, com o mesmo olhar, sem distinção de raça, cor, religião ou porque é melhor, dedica-se mais. Ele ama a TODOS indistintamente. E assim quer que amemos uns aos outros, não pelo que eles são, mas porque somos todos irmãos e filhos do mesmo Pai. (…) Pedi que o Pai purificasse meu olhar, para que eu aprenda a ver os outros, as necessidades dos outros e a sua presença em minha vida. Que Ele purifique meu coração, para que eu aprenda a amar mais e melhor. Para que eu possa reconhecê-lo em todas as situações da minha vida, e que possa amá-lo e servi-lo como fizeram nossa Mãe e o Pai Fundador.                  

                                                                                                                Augusta

A emoção de estar nos lugares onde o nosso Fundador passou, de refazer os caminhos do Pai, foi para mim um presente. Senti que lá se respira Schoenstatt, uma cidade abençoada que nasceu com o Colégio Mãe de Deus. A alegria das irmãs e especialmente da Ir. Dionéia, e o prazer com que nos atendeu eram contagiantes. Na verdade não fiz apenas uma viagem e sim um retiro. Voltei com mais alegria e certa da missão a que fui chamada.                                                                                                                                                                                                                                                                          Vania

Seguir os passos do Pe.Kentenich no Colégio Mãe de Deus em Londrina e lá buscar o símbolo do Olho do Pai foi uma experiência marcante em minha vida. Senti em cada uma do grupo a alegria e, sobretudo, o privilégio e a honra de permanecer 24 horas como suas “guardiãs”. Pudemos registrar o atuar da Divina Providência em todas as circunstâncias de nossa viagem desde a saída de SP, a estadia em Londrina e a volta, com a chegada no Santuário da Vila Mariana… Quantas graças e bênçãos! 

 (…) Cada momento vivido foi uma dádiva de gratidão a Deus Pai e ao Pe. Kentenich, que me vê também, como filha e espera de mim a pequenez de Maria no apostolado do ser e do agir.                                                                                                                                                                                                            Dora 

VIGÍLIA DA UNIÃO DAS MÃES

O Pai está entre nós! É um clima familiar muito bonito para todos os filhos de Schoenstatt deste Santuário. Um mar de graças, por meio do Símbolo do Pai destinado ao Santuário Original, pôde ser experimentado.

E no dia 5 de outubro de 2011, das 14h00 às 15h30, mães da União das Mães fizeram vigília ao Símbolo Olho do Pai, no Santuário Tabor da Confiança Vitoriosa no Pai – Vila Mariana – São Paulo/SP.

Da esquerda para a direita: Vania, Augusta, Bertha e Candida.

O Pai me vê: “Acho que deveis dizer muitas vezes: Ele me vê, ele sabe de mim. Ele não me vê com um olho de fiscal ou policial, mas com os olhos de um amigo, de um Pai. Por isso, nunca estou sozinho… Ele me vê. Mais ainda: Ele não me vê à distância. Ele me vê, porque está em torno de mim, está comigo. Recordemos: onipresença de Deus, quer dizer: Deus está em toda a parte, não só por seu ser e seu poder (…) Onde eu estou e o que eu fizer, Deus, meu Pai, está a me ver… Se é verdade que ele me vê, é verdade, também, que eu o vejo. Ambos os olhares devem encontrar-se constantemente. Não só os olhares dos olhos, mas também os do coração.” (Pe. Kentenich, Santa Maria, abril de 1948).

O Pai me ama (…) Todo amor verdadeiro procede do Pai. O Pai nos ama sempre! Não porque somos bons, perfeitos, belos, mas porque ele é Pai, porque gravou em nós os traços de seu Filho, Jesus. Em cada um de nós, Ele encontra o seu Filho muito amado.

O Pai precisa de mim. Sim, apesar de Deus ser todo poderoso, ele não quer atuar no mundo sem a nossa colaboração. Ele criou-nos livres e não nos salvará se nós não o quisermos. Ele precisa de nós para ir ao encontro do outro, para dizer-lhe que o ama.

DEUS é um pai amoroso. DEUS é um pai misericordioso. Ele conhece nossas capacidades, nossas fraquezas. Ele conhece nossos pecados. Ele tem misericórdia de nós. Ele sabe tudo imediata, precisa e completamente. (…) Ele está presente em todo lugar.

Em todo lugar estão os olhos do Senhor, observando os maus e os bons. Prov. 15:3

Cada uma de minhas ações vossos olhos viram, e todas elas foram escritas em vosso livro; cada dia de minha vida foi prefixado, desde antes que um só deles existisse.  Salmo 138:16.

Isto é heroísmo, é verdadeira piedade, isto é filialidade! – Sim, Pai! O filho sempre diz… Faça-se a tua vontade! Se nós também o conseguíssemos? Deveria ser para nós uma grande tarefa, salvaguardar esta piedade filial para um novo tempo…      Pe. Kentenich

O SÍMBOLO DO PAI EM CAIEIRAS/SP EM VISITA AOS SAUNTUÁRIOS-LARES DAS MÃES DA UNIÃO

No dia 07 de outubro, dia de Nossa Senhora do Rosário, a primeira Nossa Senhora a chegar em Caieiras há mais de 50 anos, também por obra da Providência Divina, foi o dia em que recebi em minha casa o símbolo do Pai. 

(…) Minha alegria era transbordante! Que privilégio recebê-lo em minha casa! (…) diante do  meu Santuário-Lar Fonte de Graças, rezamos, cantamos e agradecemos por tão rica presença. 

(…) Disse nosso Fundador: “Parece ser uma das tarefas essenciais de Nossa Mãe Rainha e Vencedora, Três Vezes Admirável de Schoenstatt, criar, a partir de Seus Santuários, esta corrente paterno-filial”. 

 O momento era grandioso, pois o símbolo original, presenteado pelo Pe.Kentenich ao Santuário Original, estava diante de mim, estava ao vivo a expressão do amor paternal de Deus por nós. Mas também um sinal do nosso compromisso de filhos que, nos desafios, convida a sairmos do nosso egoísmo para estar também, como Cristo, em tudo que é de Seu Pai, para entregar Sua Força e Sua vida naquilo que Ele necessita para Seu Reino. 

(…) O símbolo do Pai é, sem dúvida, um sinal do amor paternal e incondicional de Deus por nós, filhos e filhas muito amados. É também o reconhecimento de nossa entrega filial a esse Pai amorosíssimo. Presença também de um transparente do amor de Deus-Pai, nosso Pai Fundador. Tudo acontecendo ao mesmo tempo, tudo tão passageiro, rápido, mas quanta riqueza! 

(…) Assim, encerramos aqueles momentos preciosos de amor e gratidão, momento que  fiz presente todo o curso e suas famílias.                                                      Suely

VISITA DO SÍMBOLO DO PAI EM CASA 

Na 1ª semana de Outubro, o Símbolo do Pai estaria no Santuário Tabor Sião da Unidade dos Corações no Pai (Cor Unum in Corde Patris), em Jaraguá/SP.

Sendo o Instituto das Senhoras de Schoenstatt responsável pela Ermida, em Caieiras, houve a oportunidade de trazer o Símbolo para Caieiras e visitar algumas casas de membros e coordenadores da Família de Schoenstatt.

Eu recentemente, coordenadora da Campanha da Mãe Peregrina, em meu bairro, e no bairro vizinho, tive a honra de acolher o Símbolo do Pai em minha casa.

(…) Ele então veio até mim, e trouxe consigo paz e alegria.

Partilharam comigo desse momento minha mãe Ângela Maria, dois jovens da Paróquia N. S. Aparecida, Angelita e Jocian, uma missionária da Campanha do meu bairro, dona Ramona, além daquelas que acompanhavam o Símbolo.

Como era uma sexta-feira, expliquei a todos o propósito que temos como União, de acender uma vela, e rezar pela vida. Em seguida os convidei e rezamos a Súplica em Defesa da Vida. Colocamos o Símbolo do Pai sobre o meu Santuário-Lar do Sim à vontade do Pai, e acendemos duas velas, uma de cada lado do Símbolo, e iniciamos a oração. No final dei a oportunidade para aqueles que queriam pedir e agradecer, e encerramos, cantando a Consagração à Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt.                                Ana Priscila

Luzia, mãe da União, no dia 23/10, domingo, esteve em Capivari/SP, para receber o símbolo do Olho do Pai.

Foi um grande presente, foi lindo e eu tive a graça de olhá-lo, tocá-lo, e sentir-me olhada e tocada por Deus. 

O SÍMBOLO DO PAI NO CONGRESSO DE OUTUBRO EM ATIBAIA/SP

“Um só olhar a um só Deus”, este é o olhar do filho que é simples. O único coração, a única vontade pertence ao Pai. (…) Quanto com maior simplicidade rezo o meu “sim, Pai”, quanto mais repito o Fiat, segundo o exemplo de Maria, tanto mais semelhante me torno ao PAI em simplicidade e naturalidade. 

O Símbolo exposto no Santuário para a visitação dos participantes do Congresso.

Nos dias 21,22 e 23 de outubro de 2011, a Família de Schoenstatt esteve reunida no Santuário Tabor da Permanente Presença do Pai, para participar dos eventos do Congresso de Outubro 2011.

As duas finalidades fundamentais dos Congressos de Outubro são: a formação das lideranças da Família deSchoenstatt, e o lançamento da temática a ser trabalhada no Movimento de Schoenstatt no ano seguinte.

E na abertura do Congresso, todos os presentes vivenciaram a alegria e a graça da presença do Símbolo Olho do Pai.

Vivência de Abertura do Congresso.

Após as atividades programadas para o primeiro dia, a União das Mães foi agraciada com um momento especial junto ao Símbolo no Santuário.

Mães da União presentes no Congresso.

Nesta noite especial onde no Santuário as Mães da União puderam vivenciar momentos únicos junto ao Símbolo Olho do Pai, tivemos a graça de recebermos mais uma mãe para a comunidade da União das Mães: Gláucia Maria Girotto da cidade de Taquaritinga /SP – Diocese de Jaboticabal.

Da esquerda para a direita: Maura, Gláucia e Roseli.

Momento especial das mães da União na Capela da Casa do Movimento.

Para nós uma grande graça estarmos unidas com o Símbolo no Congresso, porque é o próprio Pai e Fundador que nos visita com esse símbolo. Vejo que graças serão derramadas em toda a família de Schoenstt; é necessário ganharmos um novo impulso para o apostolado, em preparação ao Centenário. (…) É incrível como cada um que entra em contato com o símbolo sente-se particularmente amado pelo Pai. E como ele mesmo dizia: Abençoaria sempre a família, deveríamos pedir sua bênção.   – Eis-nos aqui, Pai! Abençoa nossa missão e dai-nos forças em nosso apostolado!                                                   

EDNA

O SÍMBOLO DO PAI NO ENCONTRO DO 3º CURSO DA UNIÃO

O 3º Curso da União das Mães, no dia 9 de novembro esteve em Atibaia para mais um encontro de formação com Ir. Fernanda. Ela nos preparou uma surpresa: partilhou conosco seu tempo junto ao Símbolo do Pai. Foi uma imensa alegria, vivenciada com emoção e orações. No dia seguinte ele partiria do Santuário Tabor da Permanente Presença do Pai, prosseguindo em sua peregrinação pelo nosso país.

Encerradas as orações em comum e um momento particular de cada uma do curso, saímos cantando rumo à Capela da Casa das Irmãs, para passarmos o símbolo à irmã Ir. M. Udília que nos esperava.

Ter a oportunidade de vivenciar a vinda do símbolo do olho do Pai foi um presente e uma grande bênção. E a frase: “O Pai me vê, o Pai me ama e o Pai precisa de mim”,  será sempre atual, pois a cada dia nos dará forças para prosseguir na missão para a qual fomos chamadas. 

Meu Deus,

quero chamar-te de Pai

e confessar que és meu Pai,

quero anunciar-te e conduzir-te todos a ti.

Quero arraigar-me mais profundamente,

mais fortemente em ti

e ser uma testemunha convincente

da tua Providência.

Ajuda-me!   Pe. Kentenich 

O SÍMBOLO OLHO DO PAI NO RIO DE JANEIRO

Ele chegou no dia 16 de novembro, no dia do aniversário do Pai, no Santuário Tabor Redenção da Família. Foi um encontro especial entre o 4º e o 6º curso( parte dele)  e o Símbolo de Deus Pai. Chegou pela manhã, deu volta no Santuário.  A União já estava aguardando a sua chegada do lado de fora. E o acompanhamos, entrando com o símbolo; tivemos uma manhã maravilhosa.

Em alguns momentos estivemos juntos com as crianças da catequese, cuja catequista é a Vera do 6º curso. Logo após, um almoço de confraternização com os dois cursos. Colocamos nossas medalhas solenemente sobre o símbolo, cada uma em separado. Renovamos nossa carta de compromisso que assinamos em junho. Foi realmente um dia de bênçãos.

As mães da União também estiveram presentes em Niterói, durante a visita do símbolo à cidade e seguiu para Brasília no dia 23.

Mães do 4º e 6º curso (parte) recebem o Símbolo do Pai no Santuário.

Da esquerda para a direita: Dirlane, Fátima e Ivete.

Jorgina e Marta

O símbolo do Pai na paróquia de Pedro do Rio (Petrópolis). O Pai subiu a serra,  e a União se fez presente também neste momento.

Pai, o nosso coração no teu coração. O nosso pensar, no teu pensamento. A nossa mão na tua mão. A tua missão é a nossa missão. 

O SÍMBOLO DO PAI EM VISITA  AOS  SANTUÁRIOS-LARES

Em Anápolis, no dia 25/11, o Símbolo esteve na casa da Eliane, de nosso 7º Curso. A Abadia e a Cleibe, também do Curso, se juntaram a Eliane e, em agradecimento, rezaram  por todas nós mães da União.

Em Brasília: Aqui em casa recebemos a graça de tê-lo durante meia hora do dia 27/11. Nossa família se reuniu e rezamos a Deus Pai, agradecendo o dom da vida e a fé que vivenciamos na Divina Providência.  

Que a corrente de oração formada em torno da visita do Símbolo do Pai nos Santuários Filiais gere muito amor, paz, esperança, fraternidade, prudência no convívio da humanidade.

Maura

O PAI NOS VISITOU

Olhar com outros olhos

Pai, para reconhecer-te, tenho que olhar-te com outros olhos, tenho que contemplar-te com os olhos de Jesus. Então aprenderei melhor quem és e como és.

Pai! Quando te contemplo com olhos diferentes, com os olhos do teu Filho divino, só posso admirar-me e, finalmente, entender que és Pai – MEU PAI!    Pe. Kentenich

No símbolo de Deus Pai que nos visitou, acreditamos que, através dele nosso Pai e Fundador nos visitou também. Vem para levar nossas contribuições ao Capital de Graças no nosso empenho para o grande jubileu da Aliança de Amor, em 2014!

Nós não separamos o bom Deus dos homens e nem os homens do bom Deus. Nós os vemos tudo numa unidade. Para que seja mais fácil crermos no amor de Deus Pai, Deus nos enviou um transparente dele: nosso Pai e Fundador. Em Deus ele nos vê! Podemos vê-lo também representado no símbolo do Pai, encontrá-lo neste sinal, e presentear-lhe nosso coração. Podemos dizer que, pelos olhos de nosso Pai e Fundador, os olhos paternos de Deus nos contemplam.

No decorrer de sua vida, nosso Pai quis proporcionar a inúmeras pessoas o infindamente grande amor paternal de Deus. Agora, do céu, independente de espaço e tempo, ele pode desempenhar ainda mais esta atividade.

Em todos os Santuários o olho do Pai nos lembra que ali nosso Pai nos espera, ele quer nos acolher profundamente em seu coração e, juntamente com a Mãe de Deus, nos transformar em filhos do Pai, livres e felizes. (Fonte: tabormta)

                                                                                                    

Anúncios

Responses

  1. Que alegria colocar os olhos sobre toda riqueza experimentada pelas mães da União nesta visita do Olho do Pai!
    Tudo isso tinha mesmo que ser partilhado, anunciado,registrado, para que todas pudéssemos saborear com tranquilidade e tempo toda essa riqueza.
    Alegria, gratidão, são os sentimentos que me tomam agora, olhando essa matéria.
    Obrigada à vocês que participaram desse tão belo trabalho!
    Luzia


Categorias

%d blogueiros gostam disto: