Publicado por: União das Mães | 09/24/2013

SETEMBRO – MÊS DE ANIVERSÁRIO DA UNIÃO APOSTÓLICA DE MÃES DE SCHOENSTATT

SETEMBRO – MÊS DE ANIVERSÁRIO DA UNIÃO APOSTÓLICA DE MÃES DE SCHOENSTATT

 

VELA E BÍBLIA 

SETEMBRO é um tempo agraciado por ser o mês da Bíblia, da Natividade de Maria, das flores e do aniversário da União Apostólica de Mães de Schoenstatt.

Com a bíbliaO Mês da Bíblia ajuda a nos familiarizarmos sempre mais com o texto sagrado. Na Bíblia, Deus se revela a nós por meio de palavras e de acontecimentos intimamente entrelaçados. Deus desce até nós, fica perto de nós. A leitura da Sagrada Escritura é essencialmente um falar com Deus.

Festa da Natividade de Maria

NATIVIDADE DE MARIAO nascimento de Maria liga-se estreitamente à vinda do Messias. Ela nasce para ser a Mãe do Rei dos séculos, para ser a Mãe de Deus. E por isso comemoramos o dia de sua vinda para este mundo, e não somente o nascimento para o céu.

Maria é para nós um presente de Deus Pai, que “concedeste a Schoenstatt a mais nobre flor da humanidade. Dá-nos guardá-la no santuário do coração e levá-la corajosamente ao mundo” (RC267), como instrumentos dóceis nas mãos da Mãe e Rainha, Três Vezes Admirável.

E na celebração de tua natividade, Imaculada vens até nós, cheia de anseio pela aurora da salvação.

 “(…) Maria é um prodígio de Deus desde a sua concepção e o seu sim livre coroa a sua dignidade. Tudo que eu preciso ser como cristão está em Maria. Ela é o maior modelo de discípulo de Jesus. Pe. Luizinho, CN.

E no dia 8 de setembro de 1950 o Pai permitiu que se tornasse vida a União Apostólica de Mães de Schoenstatt.   

HISTÓRICO DA UNIÃO APOSTÓLICA DE MÃES

Até a 2° guerra mundial, na Obra de Schoenstatt, só existia para mulheres grupos da Liga (mulheres casadas e solteiras).

Depois da guerra, começou a formar-se a Liga das Mães, como ramo autônomo, com suas próprias portadoras.

O primeiro círculo de portadoras regionais e diocesanas autodenominou-se “Fundamento” (do Ramo das Mães), assumindo compromissos adicionais, especialmente a respeito do espírito comunitário.

Em setembro de 1950, pediram ao Pai e Fundador que desse uma jornada para as dirigentes do “Círculo Fundamento” e para as demais dirigentes da Liga das Mães. Durante essa jornada teve origem a União de Mães. 

PAI E FUNDADORNosso Pai e Fundador, como sempre, deixou-se guiar pela fé prática na Divina Providência. Ao observar o “Círculo Fundamento”, constatou que estas mães haviam alcançado o “nível da União” sem o saber. Ele o tomou como um sinal da Providência. Disse às mães que elas haviam vivido no nível da União e perguntou-lhes se, no futuro, queriam continuar assim.

Nessa jornada, o Pai e Fundador lhes deu o sim para começar com a União das Mães como experiência. Assim começou o primeiro Curso da União, que fez sua consagração no ano de 1953.

Nos anos seguintes, formaram-se outros cursos. Em fevereiro de 1968, o Pai e Fundador disse que o período de experiência estava concluído e que preparassem a Constituição Oficial da União de Mães para o ano de 1970. Esta se realizou em Schoenstatt, no dia 22 de agosto de 1970, na presença de mais de cem mães da União.

Ao finalizar essa etapa de experiências de 20 anos, pela Constituição Oficial, a União de Mães foi inserida, como membro legal, na Obra Internacional de Schoenstatt, que nasceu da Aliança de Amor do dia 18 de outubro de 1914.

OBJETIVOS DA UNIÃO APOSTÓLICA DE MÃES DE SCHOENSTATT

A União de Mães é uma comunidade de senhoras casadas; uma comunidade apostólica de guias que procura servir a Obra de Schoenstatt pelo apostolado do ser, da oração, do sacrifício e da ação.

 “Este curso é, como a União em geral, a comunidade de dirigentes convocada. (…) É uma comunidade moderna de dirigentes que exerce grande influência no mundo e que, em estreita união com a Igreja e com Schoenstatt, por séria aspiração segundo o espírito dos votos, se esforça pela renovação do mundo em Cristo, a partir de Schoenstatt. Portanto, em sua essência, a União é comunidade de dirigentes. É próprio dela a liderança. (…) É comunidade de guias no meio do mundo”. Livro: O fundador nos fala – Pe. Kentenich

Como Comunidade de educadores e de educação, as Mães da União aspiram com magnanimidade e liberdade interior, segundo os conselhos evangélicos, ao ideal da mulher e da mãe, desejado por Deus. Elas veem este ideal realizado em Maria, a Mãe de Deus, segundo os ensinamentos e a vida do Pai e Fundador. Na Aliança de Amor com Ela, seus membros educam-se para serem mulheres autênticas.

MARIA, O IDEAL DA MULHER DA UNIÃO

MARIA MÃE DE DEUSMaria ilustra, forma e concretiza o ideal de mulher. É também esse modelo que nosso Pai e Fundador nos deixou a todas nós, mulheres da União.

(…) Esse ideal que é Maria nos convida a aspirar ao mais alto, esforçando-nos por encarná-lo, vivê-lo e concretizá-lo no nosso dia a dia, em cada situação e circunstância em que estivermos.

Para conseguir encarnar esse ideal, nosso Pai e Fundador nos mostra um caminho através de uma lei básica da sua pedagogia mariana: “Através da vinculação à Maria, rumo a uma atitude, um estilo de vida e de trabalho marianos.”

Entendemos como “estilo de vida” a forma original como se expressa um espírito e o estilo de vida de uma mãe da União “deve ser” expressão da Aliança de Amor selada com a Mãe Três Vezes Admirável no Santuário. Em Aliança de Amor com Ela e vivendo a fé prática na Divina Providência, queremos ser outras Marias para nossas famílias, para a Família de Schoenstatt, a Igreja e o mundo do nosso tempo.

Como integrantes da família da União Apostólica de Mães de Schoenstatt no Brasil, com entusiasmo queremos tornar-nos um Tabor vivo, no qual a Mãe de Deus possa revelar suas glórias ao mundo.

 A VIRGEM

Que a Virgem Maria nos ensine em sua escola todas as virtudes do seu coração!

Que sejamos como Maria, mulheres cheias do Espírito Santo, alma do Cenáculo, chamadas a levar essa alma à cultura atual e do amanhã!

 “Maria é a garantia da grandeza feminina, mostra a forma específica de ser alma, entrega que espiritualize a carne e encarne o espírito”.                 (Doc. Puebla 299).

 “Sob a proteção de Maria queremos aprender a educar-nos…”  Este é o nosso lema: MTA, que me vê, te veja!

Parabenizamos a UNIÃO APOSTÓLICA DE MÃES DE SCHOENSTATT neste mês de aniversário de sua fundação.

A UNIÃO

Mães da União no Santuário Tabor da Permanente Presença do Pai – Atibaia/SP

CONTATOS

Para maiores esclarecimentos sobre UNIÃO APOSTÓLICA DE MÃES DE SCHOENSTATT, contatar: Eliana Soncin – e-mail: eliana.soncin@uol.com.br

Anúncios

Responses

  1. Belíssima matéria, minhas queridas irmãs do 2º curso. Estão de parabéns!
    A história de nossa fundação foi relatada com tamanha propriedade e me elucidou muitos fatos e me fez aprofundar em outros.
    Agradeço, de coração pela disponibilidade e enriquecimento de mais este conteúdo somado à nossa formação. Como nosso Pai e Fundador é atual!!!
    Suas ideias foram, desde o início, pensadas e trabalhadas por ele nas suas minúcias e o sucesso está aí. Hoje são 07 cursos de mães no Brasil, com possibilidade de expansão.
    Sou muito grata por poder fazer parte desta comunidade e, todas juntas vamos nos enriquecendo e levando Jesus aos nossos irmãos.
    Maria é a porta para chegarmos até Ele, e todos somos convidados a trilhar esse caminho de santidade nos espelhando em Maria, nossa querida Mãe.
    MTA, quem me vê, te veja!
    Suely (3º curso)

  2. Parabéns!!
    União de Mães,

    MTA, quem me vê, te veja!

    Vania Maria
    3º Curso


Categorias

%d blogueiros gostam disto: