Publicado por: União das Mães | 04/07/2014

QUARESMA… E PÁSCOA!

 A EXPERIÊNCIA DO AMOR DESINTERESSADO

QUARESMAO período da Quaresma representa para os fiéis um tempo de preparo espiritual para a Páscoa. Tempo especial de reflexão, conversão e abertura para Deus, culminando com a celebração da Páscoa.

Extraordinariamente, esse período nos convida à união íntima com Cristo em seu ministério pascal, percorrendo com Ele o caminho que vai para o deserto e a fuga às tentações – a vitória sobre o mal e a morte. É tempo também de caridade, de partilha com o irmão, de conhecer mais a palavra de Deus e de ver melhor Cristo no irmão.

TEMPO DE QUARESMA

MARIA TAMBÉM VIVEU ESSE TEMPO

ESPADAMesmo não sabendo precisar o que iria acontecer, preparou-se para enfrentar dias difíceis, pois tinha total conhecimento sobre as consequências da missão de seu Filho; sabia que a dor lhe chegaria ao coração, pois Simeão já havia anunciado: Uma espada de dor transpassará a tua alma (Lc. 2, 35).

Então, na força do Espírito Santo, vai percorrer um longo itinerário espiritual no qual ela se mostra repleta de todas as virtudes que são dons do Espírito Santificador.

Maria e Jesus, unidos pela fé na missão que o Pai lhes confiou, ao desvendar no dia a dia as entrelinhas das escrituras, entravam mais e mais no mistério de Deus.

Mas, certamente, meditava a cada instante sobre as promessas de Deus; confiava que Deus lhe seria fiel. Deus lhe concederia a força necessária para compreender os momentos que estavam para chegar e que não seriam facilmente compreensíveis aos olhos humanos. Deus estaria sempre ao seu lado, seria o seu sustento e amparo. Essa é sua única certeza, diante de um sofrimento incompreensivo, que a mantém firme e de pé.

A EXEMPLO DE MARIA… COM CONFIANÇA INABALÁVEL E FIDELIDADE

MEDITAÇÃOQue possamos nos preparar com Maria e como Maria para os mistérios que se aproximam, com confiança inabalável, com a fé heroica e com um amor que nos leva ao desprendimento de tudo que é meramente humano. Que o nosso olhar seja como o de Maria: olhar que compreende o invisível, que vê o mistério.

Nesse “tempo favorável” de busca e aprofundamento, que nós, mulheres, consigamos aperfeiçoar nossa vocação de discípulas missionárias de Cristo. Que possamos percorrer junto à Mãe de Jesus o caminho que passa necessariamente pelas mais diversas tensões, caminho de total doação até a cruz, trilhado com muito amor, em fidelidade ao projeto do Pai.

ENVIADAS PARA A MISSÃO…

ENVIADOSAssumamos ainda, como discípulas missionárias, amadurecer nossa fé, em meio aos conflitos; reavivar em nós a experiência do Filho e da Mãe, a experiência do amor desinteressado, generoso, livre; superar as tentações e aceitar com determinação essa missão em prol do reino e de tudo que ele significa.

Pelos exercícios quaresmais, pela dedicação de mais tempo à oração, à meditação, à caridade e ao jejum, em contraposição ao desamor e ao egoísmo, busquemos fortalecer as razões de nossa esperança por um mundo transformado. E no final desta caminhada, celebremos a alegria pascal, a ressurreição, a renovação da vida, de um novo ser a serviço.

MARIA – ELEITA NOSSA MÃE E MODELO

MARIA MÃE E MODELOMaria deve ser o nosso modelo de vida. Ela foi eleita nossa Mãe, percorre conosco o caminho e nos ama, assim como amou o seu Filho. Devemos seguir seus passos de amor.

O Santo Padre Papa Francisco, nos afirma: “O nosso itinerário de fé é igual ao de Maria; por isso, a sentimos particularmente próxima de nós! O nosso caminho de fé está indissoluvelmente ligado a Maria, desde o momento em que Jesus, quando estava para morrer na cruz, no-La deu como Mãe, dizendo: «Eis a tua mãe!» (Jo 19, 27). Estas palavras têm o valor dum testamento, e dão ao mundo uma Mãe. Desde então, a Mãe de Deus tornou-Se também nossa Mãe! E a «mulher» torna-Se nossa Mãe, no momento em que perde o Filho divino. O seu coração ferido dilata-se para dar espaço a todos os homens, bons e maus, todos; e ama-os como os amava Jesus. A Mãe do Redentor caminha diante de nós e sempre nos confirma na fé, na vocação e na missão. Com o seu exemplo de humildade e disponibilidade à vontade de Deus, ajuda-nos a traduzir a nossa fé num anúncio, jubiloso e sem fronteiras, do Evangelho. Deste modo, a nossa missão será fecunda, porque está modelada pela maternidade de Maria. A Ela confiamos o nosso itinerário de fé, os desejos do nosso coração, as nossas necessidades, as carências do mundo inteiro, especialmente a sua fome e sede de justiça, de paz e de Deus” (Homilia do Papa Francisco – na Santa Missa de Solenidade de Maria Santíssima, Mãe de Deus – Basílica Vaticana – 1o. Janeiro de 2014).

SER VERDADEIRAMENTE TEU FILHO

Querida Mãe de Deus,

É tão grandioso, que és minha mãe!

Tu, minha mãe, e eu, teu filho! 

(…) Mãe, teu filho te olha,

teu filho te escuta e faz o que lhe dizes.

Ser teu filho é um compromisso sagrado.

 Orações à Mãe de Deus – Segundo textos de Pe. José Kentenich

Renovadas pela permanente presença de Maria, anunciemos com alegria a boa nova da Ressurreição de Cristo!

CRISTO RESSUSCITOU

Jesus Ressuscitou! Aleluia! Aleluia!

É o brado feliz,

a uma só voz,

da Família agraciada,

que oferta à Rainha

a coroa fulgente

da Permanente Presença do Pai,

no esplendor do Tabor,

do Cristo transfigurado,

de Jesus ressuscitado:

“Este é meu Filho muito amado!

Nele pus minha complacência”!

(Poemas para meditar – Ir. Maria Luíza Grando)

PÁSCOA FESTA DA VIDA

É PÁSCOA

 A União de Mães de Schoenstatt no Brasil deseja a todos uma SANTA e FELIZ PÁSCOA!

Anúncios

Responses

  1. Textos lindos numa edição maravilhosa! Parabéns por todos os trabalhos!


Categorias

%d blogueiros gostam disto: