Publicado por: União das Mães | 09/09/2015

65 ANOS DA CAMPANHA DA MÃE PEREGRINA DE SCHOENSTATT

A IGREJA EM SAÍDA

IGREJA EM SAÍDA 2

“A Igreja em saída é uma Igreja de portas abertas. O que significa isso? Sair em direção aos outros para chegar às periferias humanas não significa correr pelo mundo sem direção nem sentido”.  (…) “Saiamos, saiamos para oferecer a todos a vida de Jesus Cristo! Se alguma coisa nos deve santamente inquietar e preocupar a nossa consciência é que haja tantos irmãos nossos que vivem sem a força, a luz e a consolação da amizade de Jesus Cristo, sem uma comunidade de fé que os acolha, sem um horizonte de sentido e de vida”.     Fonte: A igreja em saída parte 2 (Alegria do Evangelho)

SCHOENSTATT EM SAÍDA

Papa Francisco aconselha aos sacerdotes, e também a todos os cristãos, que se coloquem a serviço: “Não podemos ficar enclaustrados em nossa casa, em nossa paróquia. Não se trata simplesmente de abrir a porta para acolher, mas de sair pela porta a fora para procurar e encontrar. Devemos sair, somos enviados! Temos que sair pela porta para buscar e encontrar as pessoas” (discurso aos bispos, padres e diáconos reunidos no Rio de Janeiro/RJ no dia 27 de julho de 2013).

PE.KENTENICH: UM SACERDOTE EM SAÍDA

PE.KENTENICH 15

Visita em Oberkirch, Alemanha – 1967.

Um exemplo nítido e claro de personalidade sacerdotal que vai ao encontro, que deixa a si mesmo de lado pelos demais, é nosso Fundador, o Pe. José Kentenich. Ele fez de sua vida uma doação total para que o plano de Deus se realizasse, saindo em busca de muitos corações, fazendo da cultura da Aliança uma cultura de encontro.

JOÃO POZZOBON: UM SCHOENSTATTIANO EM SAÍDA

POZZOBON 15JOÃO LUIZ POZZOBON (1904-1985)

João Luiz Pozzobon nasceu em Ribeirão, Município de São João do Polêsine, Rio Grande do Sul a 12 de dezembro. Aos 12 anos deixou a escola para trabalhar na roça com seus pais.

Desde menino, João Pozzobon distinguiu-se pela sua piedade e disposição para servir. Esteve 10 meses no Seminário e devido a problemas de visão e necessidades dos seus pais, voltou para casa. Converteu-se num homem singelo, pai de sete filhos, atuando como comerciante. Procedente de família profundamente religiosa, encontrou no Santuário de Schoenstatt e no contato pessoal com Padre José Kentenich, um novo sentido para sua vida.

Em 1947 conheceu a pedagogia de Schoenstatt e a espiritualidade do Santuário da Mãe Três Vezes Admirável. Quando o Pe. Kentenich chegou ao Brasil, estabeleceu-se entre ambos um profundo vínculo. Pe. Kentenich diz: “No trabalho do Senhor Pozzobon, todas as forças fundamentais de Schoenstatt se tornam eficazes”.                                                                                                                                                                                                       Fonte: schoenstatt. org

SANTUÁRIO TABORJunto ao primeiro Santuário de Schoenstatt no Brasil, Santuário Tabor, inaugurado em 1948, na cidade gaúcha de Santa Maria, vivia o Sr. João Luiz Pozzobon com a sua família. Homem de fé, bom esposo e pai, honesto, caridoso, humilde, foi atraído pela Mãe de Deus para receber a formação espiritual schoenstattiana. Logo passou a fazer parte da Obra e a frequentar o Santuário.

Morre a 27 de Junho de 1985, atropelado por um autocarro, no caminho para o Santuário.

“Ao Santuário me entreguei; pelo Santuário, andei; pelo Santuário, morrerei.   Não é fácil, mas fácil é vontade e amor!”  João Pozzobon

 CAMPANHA DA MÃE PEREGRINA

IMAGEM PEREGRINA ORIGINAL

Imagem Peregrina que foi conduzida por Pozzobon, a pé, durante 35 anos, percorrendo 140.000 km.

A CAMPANHA – UM CAMINHO PASTORAL… A campanha é uma missão inserida na Igreja, um caminho pastoral moderno, que tem o objetivo específico de evangelizar as famílias.

É um apostolado que vai ao encontro de todos, promovendo os valores cristãos. A força de irradiação da campanha é uma fonte de graça que, a partir do Santuário, chega às famílias, para ajudá-las em suas necessidades e preocupações.

1950 foi um Ano Santo, quando também foi proclamado pelo papa Pio XII, o Dogma da Assunção de Maria.  Para marcar este tempo especial, no Santuário de Santa Maria/RS nasceu a ideia de levar uma imagem da Mãe Três Vezes Admirável para visitar as famílias locais, rezando o terço.

CONHECENDO UM PEREGRINO

POZZOBON 3O Sr. João foi o schoenstattiano que iniciou a Campanha da Mãe Peregrina no Brasil. Ele aceitou a incumbência de peregrinar com Nossa Senhora, pelos lares das famílias que desejassem recebê-la, a partir do dia 10 de setembro de 1950 e nunca mais deixou este seu apostolado, até sua morte em 1985.

Os dados estatísticos comprovam sua importância e crescimento durante este tempo de dedicação e entrega. Hoje temos mais de duzentas mil imagens da Campanha da Mãe e Rainha espalhadas por todos os Estados do Brasil e mais de uma centena de países do mundo, chegando, mensalmente, a milhões de famílias.

Assim como a história da salvação começou com um SIM de Maria, podemos dizer que a Campanha da Mãe Peregrina também começou com um SIM de um homem, Sr. João Luiz Pozzobon, que foi convidado a levar a Mãe de Deus para visitar as famílias, de peregrinar com a Mãe, nas casas.

Ele aceitou o convite, foi fiel, fidelíssimo a este convite, e desde aquele momento sua vida criou um novo rumo, pois cumpriu a vontade do Pai. Entregou-se para a missão a que foi chamado: trabalhar pela santificação das famílias.

Disse: “Quando é algo de Deus, algo divino, um homem sozinho pode mover o mundo. Quando Deus quer que se realize uma missão, uma pessoa pode cuidar de sua família, pode fazer tudo”.

MISSÃO EVANGELIZADORA  

MÃE RAINHA 15Uma missão popular evangelizadora que se repete diariamente em milhares de locais, recordando o fato bíblico da Visitação de Nossa Senhora à sua prima Isabel, levando seu amado filho Jesus para que nasça novamente nos corações humanos e pedindo, como em Caná, que lhes ofereça o vinho que falta…

Ela muito contribui para o cultivo do religioso e do sagrado nos lares e o retorno de tantas pessoas para a Igreja, com a oportunidade de participação nos sacramentos, aumentando sempre a confiança no poder intercessor de Nossa Senhora junto ao seu divino Filho, Jesus.

Nossos teólogos jovens procuram uma nova pastoral. Aqui a têm. O que o senhor João faz é a pastoral de que necessitamos. Ele procura oportunidades para que a Mãe possa manifestar-se. Pe. Kentenich 

A PRESENÇA DA MÃE PEREGRINA, PROMOVENDO A TRANSFORMAÇÃO E EDUCAÇÃO DAS FAMÍLIAS.

MÃE RAINHA 15 IIA Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, qual iniciativa missionária, dentro da Igreja, cujo objetivo específico é a evangelização das famílias, é uma resposta à fome que os homens têm de Deus, ao desejo do homem ver-se qual filho amado de Deus e à necessidade do homem expressar a fé em gestos e sinais concretos. www.schoenstatt.org

Sempre atual, na transformação e educação das famílias, vai de encontro aos anseios do Papa Francisco, das diretrizes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para a Igreja no Brasil e da missão evangelizadora das nossas paróquias, sempre a serviço da vida: acolhendo, transformando e servindo aos irmãos. Como protagonista para atender aos desafios do mundo e da Igreja neste novo século de Schoenstatt e unida a toda Família, a Campanha da Mãe Peregrina com seus missionários, deseja encarnar o ideal da Igreja Missionária – Igreja em saída.

Apoia o Papa Francisco e oferece a Aliança de Amor como caminho e esperança para um novo tempo de transformação, levando à humanidade, por Maria, os traços de Jesus, fazendo novas todas as criaturas, para promover a cultura do encontro, a cultura da Aliança.

PAPA FRANCISCO E SHOENSTATTPalavras do Papa Francisco, por ocasião da audiência privada com representantes da Família de Schoenstatt, no Vaticano, em outubro de 2014:

“Ao dar-vos a bênção, envio-vos como missionários nos próximos anos. Envio-vos, não em meu nome, mas em nome de Jesus. Envio-vos não sozinhos, mas sim pelas mãos de nossa Mãe, a Virgem Maria e dentro do seio de nossa Mãe, a Santa Igreja. Envio-vos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.”

PROCESSO DE BEATIFICAÇÃO: O processo de beatificação do servo de Deus Sr. João Luiz Pozzobon foi aberto em 1994, na diocese de Santa Maria/RS. Em 3 de junho de 2009, a causa de beatificação e canonização foi aberta na Congregação dos Santos  em Roma, contendo todo o processo  diocesano. Aguardamos o andamento do processo, para que seja declarado venerável, beato e depois, santo da Igreja.

NOSSA TAREFA 

Ainda embaladas pelas celebrações do ano jubilar de 2014, mantemos a nossa alegria e motivação, continuando a celebrar outros importantes fatos que, revestidos de fé, fidelidade e heroísmo, marcaram a história do Movimento Apostólico de Schoenstatt, comprovando ser esta uma Obra de iniciativa divina.

Imagem da Mãe RainhaNeste mês em que comemoramos sessenta e cinco anos da Campanha, cabe a nós, que pertencemos a esta Obra, oferecer, como presente, o nosso empenho pela divulgação deste grande herói de Schoenstatt brasileiro, Sr. João Luiz Pozzobon, para que se torne mais conhecido e que incentivemos os devotos da Mãe e Rainha a pedir, por meio de orações, a sua intercessão, à espera de um milagre que o transforme em beato e o eleve, posteriormente, à honra dos altares.

Também o envio dos relatos de todas as graças alcançadas para o Secretariado da causa é muito importante para a continuidade do processo no Vaticano. Façamos a nossa parte!

“Mãe e Rainha, de hoje em diante quero ser um instrumento sacrifical pioneiro do teu Santuário, disposto a consumir-me por ti… No amor abraço a cruz que o Pai Celestial me enviou. Um único desejo vive na minha alma: consumir-me por ti e por tua Obra. Peço que não te compadeças de mim, estou decidido a ser arauto e para-raios do novo Schoenstatt brasileiro, que se imola no cumprimento fiel, fidelíssimo, do dever por ti. Que cada sofrimento e dor que me enviares, se converta numa alegria e agradecimento.” (Parte da Oração de Consagração de João Pozzobon – Livro: Herói hoje, não amanhã – Esteban J. Uriburu)

A União Apostólica de Mães de Schoenstatt do Brasil celebra, juntamente com toda Família, os sessenta e cinco anos do início da Campanha da Mãe Peregrina, neste mês de setembro. Muitas mães unionistas oferecem seu trabalho apostólico através da Campanha, pois dentro da Obra de Schoenstatt, ambas tem como objetivo a santificação das famílias e as mulheres se identificam muito com este tipo de missão evangelizadora, de visitá-las e orientá-las como missionárias da Mãe Peregrina.

Oração pela canonização do Diácono João Luiz Pozzobon 

POZZOBO 15 IDeus, nosso Pai, fizeste de João Luiz Pozzobon um esposo e pai exemplar, um amigo dos pobres e um incansável peregrino. Ele dedicou sua vida a levar a Mãe e Rainha às famílias, hospitais, escolas e presídios, rezando o terço. 

Por isso Pai, confiante peço que, se for da Tua vontade, este Teu servo seja canonizado e, por sua intercessão, eu possa receber a graça que tanto necessito: (pedir a graça…).

Assim rezo com Maria, a Grande Missionária, para a Tua Glória, o florescimento da Igreja e a santificação das famílias. Amém. Pai Nosso, Ave Maria e Glória ao Pai.

Anúncios

Responses

  1. Excelente matéria sobre os 65 anos da Campanha da Mãe Peregrina no Brasil e, especialmente sobre nosso querido João Luiz Pozzobon, aquele que, silenciosamente, mas com muita ousadia, soube levar a mensagem de Schoenstatt a tantas casas, hospitais, escolas, prisões, enfim a tantos lugares, de maneira simples, porém eficaz, pois tantas famílias foram evangelizadas através da visita do Sr.João levando a Imagem da Mãe Peregrina e da reza do terço.
    Parabéns a todas que escreveram a matéria. Deus as abençoe.
    Um abraço fraternal com muito carinho
    Suely


Categorias

%d blogueiros gostam disto: